Baixe o app da Facens no seu Android.

Baixe o app da Facens no seu iPhone.

Já vai embora?

Foi bom ter você por aqui!

Se quiser ficar por dentro das novidades que rolam por aqui, é só deixar seu e-mail abaixo que enviaremos sempre que tivermos uma notícia interessante.

Cadastrado com sucesso! Ocorreu um erro ao fazer o cadastro.

Caso não tenha encontrado o que precisa, ainda há esperança:

Aluno da Facens no Triathlon X Terra Tour Brasil 2018

Postado - 17/07/2018 08:00

Alunos

Gabriel Elias de Almeida é aluno do 5º semestre do curso de Engenharia Mecânica da Facens e, além de atuar na área profissional, como estagiário, dedica boa parte do seu tempo livre aos treinos como triatleta.

No último evento em que competiu, o X Terra Tour Brasil 2018, etapa de Ilhabela, Gabriel conquistou o 1º lugar no pódio em sua categoria (Masculino de 20 a 24 anos). O evento foi nos dias 12 e 13 de maio e na prova foram percorridas as distâncias de 1,5 km na natação, 25,5 de bike e 8,5 km de corrida, sendo que os percursos de bicicleta e corrida foram feitos em trilhas.

O evento é o maior campeonato de Triathlon Off-Road do mundo e esta etapa foi classificatória para a disputa do mundial. “Esta prova é a única, no Brasil, que classifica para o mundial, que será realizado em outubro, na Ilha de Maui, no Havaí. Por sua importância, a prova acaba atraindo muitos atletas de fora do Brasil”, explica Gabriel.

Os dois primeiros colocados da categoria que disputou conquistaram o direito de participar do mundial e, por vencer a etapa, o aluno da Facens teria esse direito. Mas não conseguiu patrocínio no prazo necessário para assegurar a vaga. Gabriel lamenta. “Somos conhecidos por ser o país do futebol e, embora haja muito potencial no atletismo, os esportes individuais acabam ficando em segundo plano. Vejo que os grandes atletas brasileiros conquistaram vitórias mais na raça, porém, sem muito apoio de patrocinadores”, ele avalia.

O triathlon moderno, como o conhecemos hoje, teve origem na década de 1970 e combina três modalidades esportivas: natação, ciclismo e corrida, nesta ordem e sem interrupção entre uma e outra. Além disso, a modalidade disputada por Gabriel vai além do triathlon convencional, por se tratar de uma prova off-road. O preparo esportivo requer investimento nos treinos, custo com materiais e quem deseja competir também precisa prever gastos com inscrições nos eventos e com as viagens.

Gabriel, que é nascido em São Paulo, mas cresceu em Ilhabela, conhece o esporte desde a infância e já nutria admiração por ele. Mas nunca havia pensado em praticar. Em 2016, mais por curiosidade, resolveu se inscrever em uma prova e gostou da performance obtida, mesmo sem treinar. Foi o que bastou para se apaixonar pela atividade, por isso resolveu começar a treinar. Hoje ele segue as orientações de um preparador físico, Leandro Ferraz, e do nutricionista Alan Nagaoka. Conta também com grande incentivo e apoio de seus pais, inclusive financeiro. E está animado com os resultados. “Eu me encontrei nesse esporte. Além disso, é um ambiente muito saudável e de muita solidariedade entre os competidores”, conclui.

O atleta percebe que o Triathlon Off-Road ainda é pouco conhecido do público brasileiro. Mas o lado animador, a seu ver, é que há cada vez mais gente preocupada com a saúde e que, por isso, acaba se interessando por esportes como a corrida e o ciclismo, que são portas de entrada para o triathlon.

 

Depois desse grande desafio, Gabriel também competiu no dia 8 de julho, em outro campeonato importante, o Terra X3, disputado em Jaguariúna (SP).

 


More news of the following category "Alunos"