Baixe o app da Facens no seu Android.

Baixe o app da Facens no seu iPhone.

Já vai embora?

Foi bom ter você por aqui!

Se quiser ficar por dentro das novidades que rolam por aqui, é só deixar seu e-mail abaixo que enviaremos sempre que tivermos uma notícia interessante.

Cadastrado com sucesso! Ocorreu um erro ao fazer o cadastro.

Caso não tenha encontrado o que precisa, ainda há esperança:

Com conhecimento um mundo de oportunidades se abre

Postado - 26/07/2018 10:00

Ex-alunos

A engenheira civil Mariana Reis viu despertar seu interesse profissional inicialmente na área de saúde. E foi justamente no curso de Tecnologia em Saúde que ampliou seu leque atenção para atuar também no âmbito da gestão ambiental, foco de sua pós-graduação. Atualmente Mariana trabalha em um dos maiores hospitais da região, a Unimed, e está à frente de um importante projeto de reforma desta instituição de saúde. O começo desta história aconteceu no campus da Facens, combinando muita proatividade e empenho da então aluna às oportunidades proporcionadas pela Faculdade. Para saber um pouco mais sobre a trajetória profissional desta ex-aluna da Facens, acompanhe a entrevista a seguir.

Sou + Facens – Em que ano você se graduou como engenheira civil e qual o seu cargo atual?

Mariana Reis - Eu me formei em 2013 pela Facens e hoje sou coordenadora de Obras e Reformas no Hospital Dr. Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.

Pode descrever brevemente sua trajetória até chegar a este posto?

Minha carreira teve início em 2004 quando me formei em Tecnologia em  Saúde e iniciei minha pós em gestão ambiental. Nessa época fui convidada a trabalhar num escritório de consultoria Ambiental, a AAR Ambiental, onde trabalhei por 10 anos. Durante todo esse período fiquei envolvida com a elaboração de projetos, layouts de equipamentos, obras, legalizações etc. Nesse meio tempo, em 2009, decidi iniciar minha graduação em engenharia civil. Logo após eu me formar, em 2013, abri minha própria empresa, a MEngenharia, e também fui convidada a fazer parte do Smart Campus Facens, atuando no eixo de meio ambiente. Foi uma chance única para enriquecer ainda mais meu currículo, pois tive contato com empresas, instituições nacionais e internacionais (como MIT) pude liderar alguns projetos. No entanto, minha permanência foi curta, pois em 18 de julho de 2016 fui selecionada pela Unimed Sorocaba para ser coordenadora de obras e reformas.

E quais são suas atribuições nesta função?

É um setor novo, que proporciona diferentes desafios e oportunidades de melhorias para a área da saúde. Desde então, permaneço neste posto, buscando soluções e ganhos para a empresa. 

Em sua opinião, o que foi primordial para você chegar até este cargo?

Minha dedicação e motivação para sempre buscar as informações necessárias. Também é primordial saber trabalhar em equipe e ser flexível, ou seja, é preciso "pensar fora da caixa".

E, de maneira geral, como você vê as possibilidades de atuação do engenheiro na área da saúde?

As possibilidades são muitas. Acredito que a engenharia, se utilizada junto a competências científicas, com criatividade e persistência, pode resolver desafios clínicos, operacionais e financeiros. Exemplos disso são trabalhos como o de Inteligência Artificial (IA), o uso de impressões 3D, a realização de construções saudáveis e flexíveis, o monitoramento de sistemas utilitários, entre outros, os quais vêm transformando a forma de cuidar de pacientes e de administrar hospitais e clínicas.

A Facens vive uma fase muito dinâmica, com novos cursos e vem ampliando sua infraestrutura. O que acha deste novo momento?

Tenho acompanhado essa evolução, principalmente no que diz respeito aos convênios feitos com outras instituições, instalação de laboratórios novos e o incentivo que é dado aos alunos para que criem soluções e inovadoras para o mercado, o que é ótimo.

E o quanto este modo Facens de ensinar você acha que contribuiu para sua formação?

Posso dizer que a Facens me abriu as portas para um universo totalmente novo, e me fez enxergar oportunidades onde eu nem sabia que existia. Com isso, aprendi a buscar as ferramentas mais apropriadas para construir as soluções do meu dia a dia profissional. Além de desenvolver visão estratégica, sempre com senso ético.

Recentemente, na última edição da Semana da Engenharia, você foi convidada a palestrar. Qual foi o foco principal de sua fala?

Na palestra ministrada na Semana da Engenharia abordei os principais desafios e oportunidades proporcionados pela Engenharia Civil no ambiente hospitalar. O objetivo principal foi mostrar aos alunos a importância do engenheiro civil no dia a dia do hospital, tanto no quesito gerenciamento de obras e reformas, quanto em relação às oportunidades de melhorias: a humanização das áreas, os sistemas de utilidades, a questão da mobilidade, entre outros.

More news of the following category "Ex-alunos"