A Facens

CPA

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) tem por finalidade coordenar a execução das atividades concernentes à avaliação institucional da Facens, de acordo com as diretrizes, critérios e estratégias estabelecidas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES (prevista pelo artigo 11 da Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, e criada pela portaria 08/04 de 01 de julho de 2004, é regida por um regulamento próprio e pela legislação e normas vigentes para o Sistema Federal de Ensino) objetivando a melhoria da qualidade da educação superior, o aumento permanente de sua eficácia institucional e efetividade acadêmica e social, tudo em consonância com o Regimento e as políticas definidas para elaboração e gestão do Plano de Desenvolvimento Institucional da Facens.

Sendo assim, a CPA tem como atribuição principal a coordenação e acompanhamento dos processos internos(autoavaliação) e externos de avaliação (como Avaliações in loco, ENADE, CPC, IGC, dentre outros) em todas as etapas até a sua conclusão, levando em conta a importância da Avaliação Institucional, cujo resultado visa à melhoria da qualidade acadêmica, em todos os âmbitos.

A CPA possui a seguinte composição:

1 Coordenador da Comissão;
6 Representantes do Corpo Docente;
2 Representantes do Corpo Discente;
3 Representantes do Corpo Técnico-Administrativo;
1 Representante dos Ex-Alunos;
2 Representantes da Sociedade Civil.

Os membros da CPA são escolhidos e designados pela Reitoria e têm mandato de 3 anos, podendo haver recondução.

O modelo de Autoavaliação Institucional foi concebido para abranger todas as dimensões englobando a atividade acadêmica, a gestão, os serviços prestados e a infraestrutura do Centro Universitário.

O que se espera é uma avaliação positiva interna e externa. Para isto, a IES trabalha, atualmente, com 3 tipos de pesquisa: Pesquisa de Satisfação do Estudante, do Docente e do Coordenador; o índice NPS (Net Promoter Score) e a Pesquisa de Engajamento. São avaliados os cursos Graduação, Graduação Tecnológica e Pós-graduação Lato Sensu.

A Autoavaliação Institucional é aplicada em múltiplos ciclos, a cada semestre, em todas as turmas (estudantes e docentes) elegíveis à avaliação, geralmente ocorrendo entre os meses de maio e junho (1º semestre) e novembro e dezembro (2º semestre).

Para que a sua aplicação seja realizada seguindo etapas claras e bem definidas, a CPA optou por formalizar um processo que permite à comunidade acadêmica participar ativamente destes passos, além de propiciar um melhor acompanhamento do mesmo.